Gamificação e Inovação dentro das Empresas

Se você não está errando, você não está aprendendo. E se você não está aprendendo, não está evoluindo. O mesmo acontece dentro da sua empresa, do seu setor ou do seu time.


Todo mundo quer ser inovador, tirar idéias do papel, mostrar resultados. Mas inovar exige mudanças e mudanças exigem repensar processos, idéias, modelos de gestão e trabalho. No Lira Edu utilizamos uma abordagem iterativa quando começamos a aplicar gamificação dentro das empresas. E está dando super certo.


Mas...


O que é uma abordagem iterativa?


A idéia por trás da palavra "iteração" é basicamente criar um processo que se reatroalimenta através de novas informações e descobertas que surgiram na abordagem anterior. Aqui vai um exemplo prático: quando começamos a desenhar o nosso modelo de aprendizagem começamos com um protótipo com design simples mas que já permitia mostrar para os usuários algumas funcionalidades. A medida que recebíamos feedback dos usuários, melhorávamos o protótipo e ele era apresentado para outro grupo de usuários, que por sua vez ofereciam insights e sugestões que eram aplicadas e mostradas para outro grupo. Enfim, era um ciclo que se repetia continuamente e permitia a melhoria do protótipo até ele se tornar robusto o suficiente para ser lançado oficialmente para todos os funcionários.


Do mundo das startups para o corporativo


Essa idéia de começar pequeno, com um protótipo, idéia ou processo simples e ir refinando aos poucos, com grupos menores de pessoas, é muito difundida dentro das startups. Com a popularização das metodologias ágeis ela tem se difundido também dentro das empresas. Quem nunca ouviu aquela sopa de letrinhas: SCRUM, Agile, Kanban, Design Thinking, etc...

Quando ajudamos uma empresa a inovar na capacitação através da gamificação nós oferecemos um piloto para um número reduzido de pessoas que mostra como é implantar o nosso modelo de aprendizagem e como ele traz resultados de uma forma inovadora. É também onde temos idéia dos ajustes necessários, tanto do nosso lado quando do lado da empresa contratante.


Algumas empresas que começaram a utilizar o Lira Edu não tinham ainda uma área estruturada dentro do RH para lidar com treinamentos online. Essa abordagem interativa permitiu criar processos e identificar responsáveis por fazer a gestão e acompanhamento dos treinamentos em pouco tempo.


O mesmo acontece com os usuários. Sabemos que o nosso modelo é muito diferente do tradicional e quando fazemos a abordagem iterativa conseguimos identificar oportunidades de melhoria contínua para garantir que o usuário tenha a melhor experiência possível.


Mas, e quando alguma coisa dá errado?


Durante as iterações algumas idéias, processos ou implementações podem dar resultados diferentes do esperado. Quando isso acontece é importante mapear o que aconteceu e ser transparente com todos os envolvidos e reforçar o compromisso de resolver o problema na próxima iteração. Quando deixamos claro que estamos trabalhando para ajudar e que estamos realizando um processo que traz novidades e reformulações para obter resultados positivos, as pessoas entendem que isso faz parte do processo.


Gamificação é sobre ajudar as pessoas a alcançar um determinado resultado desejado. Pode ser no trabalho, na saúde ou educação. A estratégia tem sempre que estar centrada no grupo de pessoas que você quer atingir e no contexto no qual ela será desenvolvida.


Conclusão


É natural ter medo de errar, tentar coisas novas, ser julgado. Mas é preciso começar pequeno e ser transparente para trazer confiança e clareza para que todos os envolvidos numa estratégia de inovação estejam alinhados e engajados para ajudar no processo. Ninguém consegue inovar sozinho. Caso você tenha interesse em ficar por dentro das principais novidades relacionadas a gamificação, siga nossas páginas no LinkedIn e no Instagram.